Notícias

Governo Federal lança campanha para doação de órgãos

Governo Federal lança campanha para doação de órgãos

O Ministério da Saúde lançou no dia 17 de setembro, no Rio de Janeiro, a Campanha Nacional de Doação de Órgãos. A iniciativa marca o mês em comemoração ao Dia Nacional da Doação de Órgãos, celebrado no dia 27, e faz parte ainda do “Setembro Verde”, instituído pela lei nº 15.463/14 como o mês de incentivo à doação de órgãos.

O objetivo da campanha é estimular cada vez mais pessoas a serem doadoras e garantir que o Brasil alcance anualmente a meta de 14,4 doadores por milhão. No primeiro semestre de 2016, o país bateu recorde ao registrar 1.438 doadores, um aumento de 7,4% em relação ao mesmo período do ano passado. Com o resultado, o Brasil está muito perto de alcançar a meta: hoje o índice está em 14 pessoas por milhão.

Além disso, as doações de órgãos permitiram que 12.091 transplantes fossem realizados entre janeiro e julho deste ano. As operações de órgãos mais complexos, incluindo pulmão, fígado e coração, cresceram 31%, 6% e 7%, respectivamente, na comparação com o mesmo período de 2015. Vale destacar ainda que, atualmente, 89% dos transplantes de órgãos sólidos são realizados pelo SUS, o que torna o país referência mundial neste campo.

Porém, ainda que tenhamos avançado neste segmento nos últimos anos, 44% das famílias brasileiras rejeitam a ideia de doar os órgãos de um parente que recebeu o diagnóstico de morte encefálica. No Brasil, a autorização para a doação é concedida pelos familiares, o que reforça a importância de comunicá-los sobre a decisão de ser um doador. Mesmo com o alto índice de rejeição, o Brasil possui a menor taxa de recusa entre os quatro maiores países transplantadores da América do Sul, entre eles Argentina (49%), Uruguai (47%) e Chile (52%).